Jazz at Lincoln Center – JALC

A cidade de Nova York é considerada por muitos a capital do jazz, oferecendo shows com os maiores nomes do jazz de todos os tempos. Para os fãs, em uma mesma noite é possível ver e ouvir diferentes apresentações na cidade, o Jazz at Lincoln Center (JALC) é uma bela pedida.
Ele faz parte do Lincoln Center, está localizado um pouco ao sul do principal campus e é diretamente adjacente ao Columbus Circle, alojado no interior do Time Warner Center. Inaugurado em outubro de 2004, JALC encanta pela beleza, a sala de apresentação é magnífica e tem sempre uma excelente programação. Tive o privilégio de desfrutar de uma apresentação exclusiva para deficientes intelectuais e seus familiares.
A acessibilidade do local dá show, com vários programas direcionados às pessoas com deficiência. É muito fácil chegar: se for de metrô, utilize as linhas A, B, C, D or 1 e desça na 59th - Columus Circle, que é uma estação acessível. De ônibus, utilize as linhas M6, M7, M11, M20, M31, M57 e desça no Central Park. Vale conferir!
Share Button

Comente

United Center

United Center é uma arena de esportes coberta localizada em Chicago. É a casa  do Chicago Bulls, da Associação Nacional de Basquetebol (NBA) e do Chicago Blackhawks da Liga Nacional de Hockey (NHL). A arena tem a United Airlines como patrocinador. Vale saber que o plano para construir a arena foi criado por Blackhawks, e tem como proprietários Bill Wirtz e Jerry Reinsdorf Bulls, do Chicago Bulls. O antecessor do United Center foi o Estádio Chicago, o “Madhouse em Madison”, que foi demolido para abrir a nova arena em 18 de agosto de 1994.
Passear na parte externa deste estádio é espetacular. Totalmente acessível para cadeirantes, você se encanta com as estátuas de Michael Jordan (conhecido como “The Spirit”), Bobby Hull, Stan Mikita vários Blackhawks. É um verdadeiro show ao ar livre. Infelizmente não tive oportunidade de acessar a parte interna da arena, mas sei por fontes fidedignas que é maravilhoso e completamente acessível. Bora voltar lá pra conferir, certo?
Share Button

Comente

BAM

BAM é o mais antigo centro de artes performáticas da América. Desde a sua abertura, em 1861, apresentou o melhor em artes cênicas. Atualmente continua a desenvolver e apresentar uma lista única de dança tradicional e contemporânea, teatro, música, ópera e cinema, com especial ênfase em artistas de estatura internacional que têm

uma visão artística de vanguarda.

Localizado Brooklyn, o BAM não pode nem em sonho deixar de fazer parte de sua programação de viagem a NYC. É estiloso, é de vanguarda, tem charme, tem sempre boa programação e, para nós cadeirantes, funciona maravilhosamente bem.

Da última que estive por lá, fui ao cinema e paguei US$14 o ingresso. Fui de metrô, lembrando que há várias maneiras de chegar lá. Optei por pegar a linha “C” saindo da Columbus Circle até a estação Jay St. MetroTech e fiz baldeação para a estação Atlantic Terminal, que fica muito próxima ao BAM. Saindo da estação, atravessei a rua em direção à Avenida Lafayete. Vocé chegará nos fundos do prédio e é só contorná-lo e pegar a entrada dos cadeirantes que fica do lado esquerdo, basta apertar a campainha e o segurança a abrirá pra você. Entrando é só alegria. Como comentei, para nós cadeirantes tem muita acessibilidade, banheiro adaptado, elevador para chegar às salas de exibição, facilidade para se locomover. É tudo show. Ah, quer uma sugestão de um restaurante bem pertinho? O Scopello é uma bela dica. A comida é boa e o custo médio dos pratos é de US$ 16. Este restaurante tem acesso, mas não tem banheiro adaptado. Taí um passeio completo e feliz!

Share Button

Comente

Carnegie Hall

Quando você vai para Nova York é muito comum receber dicas de onde passear e visitar, não é mesmo? Tenho certeza que o nome do Carnegie Hall sempre aparece nesta relação. Se possível, dê preferência para conhecê-lo, o passeio é sensacional! Carnegie Hall é a casa de concertos mais famosa da cidade. Desde sua abertura, em 1891, já recebeu inúmeras performances, incluindo alguns grandes nomes da música clássica e popular. Olhando o Carnegie Hall de fora você nem imagina o quanto ele é impressionante por dentro, e você pode visitar o saguão mesmo sem ter ingressos. Mas assistir a um concerto lá é uma experiência fascinante. Se for ficar em Nova York por um período prolongado, compre ingressos com antecedência, pois saem mais barato (custam entre US$ 10 e US$ 20).

O mais incrível de tudo é que o Carnegie Hall apresenta acessibilidade maravilhosa para nós cadeirantes. Não tive oportunidade de ir, mas vale também visitar o Rose Museum e fazer os tours guiados. De qualquer forma, os guias têm muitas informações para compartilhar com você e o tour dura 1h. Lembre-se de que você não pode tirar fotos e de 1º de julho a 1º de outubro o museu estará fechado. O Carnegie Hall está localizado em Midtown, logo abaixo do Central Park. Se for de metrô, pegue qualquer uma dessas linhas: A, C, B, D, ou 1 para a 59th Street/Columbus Circle, que é uma estação acessível. Os ônibus M5, M7, M10, M20, M31, M57 e M104 param próximos ao local. Compre seu ingresso aqui. e divirta-se por lá.

Share Button

Comente

Museu da Ciência e Indústria, em Chicago

Este museu não poderá faltar na sua programação de viagem quando estiver em Chicago. Como muitos dizem, o incrível Museu da Ciência e Indústria! Reserve um dia inteiro para estar por lá porque o museu é enorme. É enorme também a quantidade e a variedade de experimentos. Você se envolve facilmente em todas as atividades. Em qualquer época do ano, há exposições interessantes para desfrutar, e tudo com muita acessibilidade. Veja mais do museu neste link da “Ideias na Mala“.

Certeza de passeio feliz!

Share Button

Comente

Você conhece o metrô de Washington DC?

Sem dúvida o metrô de Washington DC é o mais bonito, limpo e acessível que conheço. Sim. Posso dizer que conheço alguns metrôs pelo mundo e o de DC é maravilhoso. Estar localizado perto de uma das muitas estações é uma boa pedida. Você circula por toda a cidade com facilidade. Como mencionei, todas as estações são bonitas, limpas e acessíveis, sim, acessíveis. Taí um metrô que você acessa somente se preocupando em comprar o bilhete e identificar qual será a estação de seu destino. Preocupar-se se a estação é acessível, se terá elevador funcionando, se terá informação, se terá sinalização não faz parte do show no metrô de DC. Vale entender antes o funcionamento e, principalmente, como comprar o bilhete do metrô de DC. Para saber mais, acesse estes links: Aprendiz de Viajante e Viagem sem Pacote.

Uma vez ciente do funcionamento é só acessar o metrô e passear por DC. Oops, não esqueça da dica que o seu bilhete é mais importante quando você sai da estação do que quando você entra. Ah, uma curiosidade boa do metrô de Washington é que o tempo todo você compartilha o espaço de seu vagão com bicicletas, skates e patinetes. É isso aí: vale muito passear de metrô em Washington DC.

Share Button

Comente

Quer um passeio com felicidade garantida?

Chelsea Market e High Line é o endereço em Nova York que nos proporciona esta sensação.
Peguei o metrô A ou C na Columbus Circle 59th St em direção à 14th St.. Ambas acessíveis. O embarque e o desembarque do vagão foram tranquilos no boarding área. Saímos na 8ª Avenida e seguimos para a 9ª Avenida. A ideia era chegar no número 75, onde temos o Chelsea Market.

Um lugar incrível. Todo moderno, com lojas e restaurantes descolados, ambiente agradável e é muito acessível, com banheiro adaptado e tudo o mais. Siga em direção à 10ª Avenida percorrendo o corredor. Aproveite para fazer uma boquinha e ouvir música boa por lá. Ao chegar na saída para a 10ª Avenida, vire à direita e na primeira rua entre novamente à direita. A poucos metros encontrará o elevador para acessar o High Line, parque elevado, um jardim suspenso que cruza um bom pedaço de Manhattan. Totalmente acessível e com várias entradas pelo caminho, esse parque encanta pelo respeito que ele nos proporciona, pois nos recebe perfeitamente bem, e pela bela visita da cidade.

Vá sem pressa para desfrutar de montão do passeio com sabor de natureza urbana. Show! 

Share Button

Comente

Museum of Contemporary Art Chicago

O Museum of Contemporary Art (MCA) é um museu de arte contemporânea no centro da cidade de Chicago. Além desta localização espetacular, é um dos maiores centros de arte contemporânea do mundo. O acervo é composto de milhares de objetos de arte visual pós-Segunda Guerra Mundial. Tem uma coleção fantástica, que inclui Jasper Johns, Andy Warhol, Cindy Sherman, Kara Walker e Alexander Calder, bem como pintura contemporânea, escultura, fotografia, vídeo, instalação e mídia relacionados. O museu também apresenta dança, teatro, música e artes multidisciplinares. O tempo todo recebe várias exposições, e no momento de minha visita era David Bowie quem encantava por lá.

A acessibilidade também dá show. O edifício é conhecido por sua escadaria, tem as fachadas leste e oeste com paredes de vidro, dando uma visão direta da cidade e do Lago Michigan. Passeio feliz garantido.

Share Button

Comente

Museum of Arts and Design

O Museum of Arts and Design – MAD – é um charme só. Localizado na Columbus Circle, em frente  o Central Park, o MAD esbanja charme, conteúdo e acessibilidade. Reserve um tempo na sua programação de viagem para desfrutar os andares de exibição e de demonstração. Conhecer e apreciar o belíssimo restaurante no 9º andar é palavra de ordem. A comida, a música e a vista para o Central Park são incríveis. Oops, uma boa dica é visitá-lo às quintas-feiras após as 18 horas. Neste dia da semana você paga quanto quiser para estar por lá. Além de boa arte, tem uma loja fantástica e para terminar a noite conheça o belo restaurante. Show de passeio, perfeito para um fim de tarde bem bom. Sem contar que é muito fácil chegar e pode ser uma extensão do passeio ao Central Park.

Share Button

Comente

Vamos passear de metrô em Chicago?

Coisa boa é o metrô de Chicago, a primeira cidade em que estive e andei completamente sozinha de metrô. Oops, é o máximo, aqui tudo é fácil, o metrô te leva onde você desejar. Se não deixá-lo exatamente na porta, te leva muito perto de seu destino, nada que uma pequena caminhada ou mesmo um ônibus não resolvam. É importante você se preparar antes de embarcar no metrô. Veja no site da Sundaycooks o funcionamento e como comprar o cartão Ventra para andar tanto de metrô quanto de ônibus.

Vale observar que nem todas as estações são acessíveis e, se quiser ir em um local onde não haja uma estação acessível, vá até a mais próxima ao seu destino que, com certeza, haverá um ônibus para levá-lo onde quer chegar. Nos mapas que você retirará no guichê da estação, há indicação de acessibilidade através do Símbolo Internacional de Acessibilidade junto ao nome da estação, ou então no site da CTA. Clique em “Acessibilidade”, que fica no lado superior direito da tela, logo acima da caixa de pesquisa. Em seguida, vá para “How to Ride”, que é na linha superior, 2ª posição à esquerda. Há um menu drop-down e o segundo item na lista diz: “Acessibilidade”. Haverá uma  lista onde o último item diz: “Lista de Serviços Acessíveis CTA”.  Isso levará você a uma página onde poderá ver os diferentes tipos de acesso oferecidos, como ônibus, trem, etc. Todas as cores dos trens são listadas e você pode clicar para obter informações. É importante verificar se os elevadores estão funcionando nas estações que utilizará (acesse a chamada Linha de Status Elevador 1-888-968-7282). Quando a gravação começa, pressione 7, em seguida pressione 7 de novo e ele vai levá-lo para a informação referente aos elevadores. O sistema é atualizado de hora em hora. Se você está em uma estação de trem e precisar de informação sobre outra, pergunte ao Assistente de Atendimento ao Cliente. Geralmente eles utilizam coletes amarelos e alaranjados brilhantes. Em Chicago é uma delícia pedir informação, todos estão preparados e simpáticos no atendimento.

Prontinho para passear de metrô? Em Chicago tudo é muito fácil, a maioria das estações são elevadas e você admira a cidade a maior parte do tempo. Assim que passar na catraca especial pra você, solicite ajuda ao funcionário para entrar ou sair do trem. Informe qual a sua estação de destino.

Uia. Agora vem uma parte bem boa. Eles acompanharão o seu embarque, que se dá no primeiro carro do trem, colocando uma rampa para o acesso. Como comentei, muitas estações são elevadas e as rampas são extremamente bem-vindas, pois o gap e o degrau entre a plataforma e o trem são inevitáveis.

Você entra com facilidade e o seu local está ali te esperando. Se tiver algum dorminhoco por lá, o motorneiro sai da cabine e “pede delicadamente” para a figura se mandar. Para qualquer necessidade, há um talkfone para falar diretamente com o motorneiro.

Sem estresse, mesmo com o trem cheio, quando chega a sua estação está lá o funcionário te esperando para o desembarque. Em Chicago não fico aflita quando está chegando a estação que vou descer, pois desembarco com tranquilidade.

É isso aí. Metrô de Chicago é show!

Share Button

Comente